17/07/2007

SEM TÍTULO

Posted by PicasaPeggy Washburn - US, b.1963

Versão I

Vi
Vi-me
Vim só
Tenso frágil
Sou
Só eu
Sim
Buscar-te
Te vou
A ti
Um dia
Sem mais
Àquele
Canto
Onde cultivo
O silêncio
Cúmplice
Do silêncio

Vai-me
Buscar
À margem
Estreita
Do à-vontade
Azul
Olhando
O longínquo tudo.

Versão II

Vi
Vi-me
Vi-me só
Tenso e frágil
Sou
Só eu
Buscar-te
Te vou
A ti

Só tu
Sorris
Um dia
Te vou
Buscar
A ti
Sem mais


[Duas versões, variantes, ou quase dois poemas distintos, experimentais, na busca da depuração. Dos mais antigos mas, certamente, não anteriores ao verão de 1980.]

1 comentário:

Vieira Calado disse...

É um interessante jogo de palavras, que acaba por produzir (um) efeito positivo.